Ideias sustentáveis e inovadoras que vão mudar o mundo.

São novas ideias, conceitos, produtos e sistemas que vêm acelerar a mudança ecológica, tanto ao nível das pessoas como das empresas, governos e países. Com um desenvolvimento sustentável e colectivo conseguimos minimizar as consequências e, porque não, inverter algumas situações. Há relatos de rios poluídos e que por obrigação estatal as empresas foram obrigadas a reduzir as sua emissões e, anos depois, esses rios tornaram-se locar de lazer, desporto e pesca. Seleccionámos 5 projectos e empresas que são exemplo de inovação na área da sustentabilidade:

1. Enzimas que comem Plástico – Portsmouth Researchers

Depois de um grupo de cientistas ter descoberto, há uns anos e ao acaso, uma bactéria capaz de “comer plástico”, no último ano estiveram concentrados em estudá-la, chegando a resultados muito promissores para a causa anti-plástico.

Este grupo de cientistas conseguiu modificar a bactéria, acelerar o processo de destruição do plástico e ainda isolar a enzima ao ponto de a conseguir integrar noutros microrganismos.

Esta é a grande inovação sustentável: implementando esta enzima destruidora de plástico em bactérias extremófilas será possível combater a crise plástica, destruindo as toneladas de plásticos descartáveis espalhados pelos nossos oceanos.

2. Barreiras de Limpeza nos Oceanos – The Ocean Clean Up

Estima-se que, neste momento da história, sejam cerca de 5,000,000,000,000 (5 triliões) os resíduos plásticos a flutuar nos nossos mares e oceanos.

Já que recusar e optar por alternativas não plásticas não conseguirá resolver o problema do plástico que durante todos estes anos foi depositado no oceano, a ideia deste projeto ecológico é simples: fazer a maior limpeza plástica de sempre ao oceano.

Boyan Slat, que com apenas 23 anos teve a ideia de criar esta empresa, já conseguiu colocar duas barreiras flutuantes de 600 metros de comprimento e 3 de profundidade a recolher plásticos à superfície dos oceanos.

Cada barreira funciona sozinha e com base em energia solar, conseguindo recolher todos os tipos de plástico, desde microplásticos a redes de pesca. Depois de o dispositivo cheio, estes resíduos são retirados por barco, reciclados e transformados em objetos novos e úteis.

3. City Tree – Evergen Systems

Com a incapacidade de conseguir purificar o ar das cidades modernas de uma forma única, a Evergen Systems teve a ideia ecológica de criar áreas de ar puro distribuídas pelas cidades, introduzindo em Londres o sistema City Tree.

Uma City Tree é um dispositivo com capacidade de purificar o mesmo que 275 árvores naturais – isto ocupando o espaço de apenas uma árvore e conseguindo reduzir em 30% os poluentes perigosos na sua proximidade.

Este projeto consegue estes resultados através de musgos que absorvem partículas poluentes e plantas que permitem ao musgo crescer e sobreviver em ambientes urbanos.

Cada City Tree conta também com irrigação interna, aproveitamento das águas das chuvas, registo da qualidade do ar e monitorização autónoma, mostrando-se como uma solução de fácil gestão e muita sustentabilidade.

Com os milhares de pessoas que morrem por ano devido a problemas relacionados com poluição atmosférica – só na Europa, são 500 mil de pessoas todos os anos – esta solução é essencial para garantirmos qualidade de vida nas cidades e saúde a todos os que nelas vivem.

4. Turbinas Eólicas Urbanas – O-Wind Turbine

Duas das grandes limitações da energia eólica é a dimensão dos dispositivos comuns e o facto de as turbinas tradicionais só conseguirem capturar vento que viaje de uma única direção – é por esses motivos que os moinhos eólicos se encontram em locais afastados das cidades, em espaços altos e sem obstáculos nas proximidades.

Contudo, se nas zonas mais rurais os ventos mantêm-se (sensivelmente) constantes na direção que tomam, os ventos citadinos são totalmente diferentes, multidirecionais e em constante mudança de direção.

Com os centros urbanos cada vez maiores e mais numerosos, dois alunos da Universidade de Lancaster desenvolveram o O-Wind Turbine, uma turbina eólica que consegue capturar ventos de todas as direções para gerar energia.

Como funciona? Esta turbina é um dispositivo de 25cm que gira, independentemente da direção com que o vento lhe chegue – ao girar ativa um gerador que converte a energia da turbina em elétrica.

Esta é uma solução sustentável, acessível e possível de aplicar em todas as cidades, principalmente como uma fonte doméstica de energia elétrica, reduzindo assim a pegada carbónica e ecológica das habitações.

5. Combustível com Emissões de CO2 negativas – NextFuel

Parece difícil de acreditar à primeira vista, mas este é o primeiro combustível com emissões de CO2 negativas.

Esta ideia sustentável e disruptiva consegue produzir um combustível ecológico, feito através de capim-elefante e bagaço de cana de açúcar – plantas ricas em CO2 – que são secas e colocadas num reactor inovador que as separa em combustível e resíduos, gerando combustível limpo em menos de 30 minutos.

Para além da produção, todos os gases libertados durante o processo são capturados e usados para gerar energia e alimentar o próprio reactor.

Esta é uma forma de ajudar a resolver as alterações climáticas e atingir os objectivos do acordo de Paris: este é um combustível ecológico limpo, facilmente escalável, infinito, aplicável às infraestruturas modernas e mais barato do que o combustíveis fósseis tradicionais.

Entre em contacto connosco para obter mais informações.

Leave a Comment